Explosões

volcanoupi1_468x297

                        Se quisermos evitar lamentáveis momentos de explosão, devemos nos lembrar de que as palavras que proferimos são a vitrine de nossa mente. Aquilo que alimentamos em pensamento se exteriorizará, mais cedo ou mais tarde, seja bom ou ruim.

 

                        A chave, então, é cortar o mal pela raiz. Se, por exemplo, nos sentimos inclinados a criticar alguém de forma nada construtiva, substituamos esse pensamento por outro que enalteça as qualidades desse alguém.

 

                        Qualquer que seja a situação, sempre será possível expor opiniões divergentes, educar, tratar de temas delicados e corrigir quando necessário sem gritar ou lançar mão de qualquer forma de grosseria. Basta que mantenhamos o nosso conteúdo mental saudável, limpo, e a forma como nos expressamos refletirá isso, desde o tom de voz até a escolha dos vocábulos a serem empregados.

 

                        Quando não somos nós a explodir, e sim os outros, é fundamental que tenhamos paciência, tolerância, compreensão e perdão, em qualquer caso. Valiosa lição nos ensina o espírito André Luiz: “se a cólera explode ao seu lado, use a prece, a fim de que o incêndio não se comunique às regiões menos abrigadas de sua alma.”

 

                        Permitamos que nossos pensamentos sejam caridosos, generosos, cristãos, e nossas palavras invariavelmente se tornarão veículos genuínos de compreensão e paz.

 

                        Até breve, se Deus quiser!

 

Imagem: Daily Mail.co.uk

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s