Importante: Globo Repórter e Programa Transição sobre Chico Xavier

Segundo nos informa o Blog Meditando,

“Os seguintes programas terão a vida de Chico Xavier como tema:

26 de março (sexta-feira): Globo Repórter – após o Big Brother

28 de março (domingo): Divaldo Franco fala sobre Chico Xavier no Programa Transição, na Rede TV, às 15h. Em algumas localidades o horário é diferenciado, como por exemplo:

Grande ABC (SP) Dom: 10.30
Santos: Dom.10h30
Campinas: Dom.10h30
Grande Goiânia: Dom.13h30
Pouso Alegre Sul de Minas: Seg. a Sex. 00:00

Verifique, por favor, no site www.programatransicao.tv.br, o canal e o horário em que o programa será transmitido para sua cidade.”

A busca pelo essencial

“Por que acumular tanto? Existem pessoas que possuem 35 pares de sapatos. Onde vão arrumar setenta pés?”
Chico Xavier
(“As vidas de Chico Xavier”, de Marcel Souto Maior)

Através dos estudos da Doutrina Espírita Cristã, podemos engrandecer nossa compreensão a respeito de diversos aspectos da vida, incluindo o nosso relacionamento com os bens materiais. O ensinamento doutrinário nos conclama a utilizá-los com sabedoria, tendo sempre em mente a transitoriedade da vida na Terra.

O Espiritismo Cristão não nos chama à pobreza absoluta, mas ao uso racional daquilo que possuímos: como empréstimos de Deus, esses bens devem nos servir – e não o contrário.

Diferentemente do que muitos creem, os bens terrestres não são “prêmios por bom comportamento”. Eles são, como tudo o mais em nossas vidas, frutos da misericórdia Divina, que nos concede as ferramentas necessárias ao nosso adiantamento no presente. Está em nossas mãos a escolha de como agir diante de nossa situação: se , em caso de escassez, não nos deixaremos abater e conseguiremos progredir pelo trabalho e, em caso de abundância, se teremos condições de fazer uso útil de nossas posses para a sociedade e para nós mesmos.

em-busca-da-simplicidadeO uso sábio dos bens não se traduz pela intensa economia, que acaba se tornando avareza e mediocridade, nem pelo esbanjamento e desperdício, cujas consequencias funestas são sempre sentidas. O convite do presente texto é para que reflitamos a respeito da simplicidade. A simplicidade é a busca pelo essencial. O conceito de essencialidade varia de pessoa para pessoa, de acordo com aquilo que foi chamada a realizar na Terra.

Onde está o erro em se possuir produtos bons, adquiridos com o fruto do trabalho honesto, em quantidade suficiente para suprir as necessidades de alguém, sem extravagâncias? O condenável será sempre o exagero e a falta de reflexão sobre a verdadeira utilidade do que acumulamos.

Portanto, o bom senso determina que simplicidade não implica em se andar maltrapilho, converter-se em caçador de barganhas, condenar o uso de produtos sofisticados ou adquirir sempre o produto mais barato, ainda que pior, tendo condições de consumir algo com mais qualidade. Ser simples é compreender o que é essencial para satisfazer as verdadeiras necessidades da vida, adequadas à realidade pessoal e profissional de cada um, e saber identificar quando a busca pela qualidade se converte em exibicionismo através do luxo ou em consumismo desenfreado.

À medida em progredimos, nosso conceito de essencial também evolui, diminuindo o nosso apego aos bens materiais. Tomaremos consciência, então, de que, quanto menos possuímos, menores são as nossas preocupações e conseguiremos viver a cada dia que passa com menos (e com menos desperdício), destinando mais energia à aquisição dos bens espirituais, imperecíveis.

Obrigada pela companhia! Paz e luz!

Euzébia Noleto

“Não gastes somente com a tua vida o que poderia servir para sustentar dez outras”.
Emmanuel

Receber as atualizações deste blog por e-mailEste blog no Twitter

Acordemos

 acordemos

Hoje apresento a vocês a seguinte mensagem de André Luiz, desejando que essa reflexão possa nos iluminar o pensamento.

Obrigada pela companhia de sempre! Paz e luz!

Euzébia Noleto

Acordemos

É sempre fácil
examinar as consciências alheias,
identificar os erros do próximo,
opinar em questões que não nos dizem respeito,
indicar as fraquezas dos semelhantes,
educar os filhos dos vizinhos,
reprovar as deficiências dos companheiros,
corrigir os defeitos dos outros,
aconselhar o caminho reto a quem passa,
receitar paciência a quem sofre
e retificar as más qualidades de quem segue conosco…

Mas enquanto nos distraímos,
em tais incursões à distância de nós mesmos,
não passamos de aprendizes que fogem, levianos, à verdade e à lição.

Enquanto nos ausentamos
do estudo de nossas próprias necessidades,
olvidando a aplicação dos princípios superiores que abraçamos na fé viva,
somos simplesmente
cegos do mundo interior
relegados à treva…

Despertemos, a nós mesmos,
acordemos nossas energias mais profundas
para que o ensinamento do Cristo
não seja para nós uma bênção que passa, sem proveito à nossa vida,
porque o infortúnio maior de todos
para a nossa alma eterna
é aquele que nos
infelicita quando a graça do Alto
passa por nós em vão!…

Mensagem de André Luiz psicografada por Chico Xavier
Publicada no site Amor e Trabalho

Receber as atualizações deste blog por e-mailEste blog no Twitter

O universo feminino à luz da Doutrina Espírita

jesus_mary__martha

 O universo feminino visto pela perspectiva espírita-cristã é o tema da nossa série “A Boa Parte“, publicada em 2009, que vocês podem ler clicando aqui.

“O trabalho da mulher é sempre a missão do amor, estendendo-se ao infinito.”

André Luiz

Tenham todos uma semana abençoada!

Euzébia Noleto